Ainda há quem acredite que a hipnose não passe de um show de mágica feito por pessoas que usam truques para entreter o público. Se você faz parte desse grupo, lamentamos informar, mas você está errado.

A hipnose é uma técnica séria, amplamente estudada, e pode ser utilizada para o tratamento de uma série de fobias, vícios e traumas. Quer saber mais sobre o que é hipnose e quais são suas aplicações? Continue a leitura do nosso artigo de hoje!

O QUE É HIPNOSE?

Desde os tempos remotos da pré-história existem conceitos e práticas que se relacionam com a hipnose. Muitas vezes a técnica foi utilizada em na medicina tradicional, mas também, em conjunto à rituais místicos e religiosos. No entanto, seu método só foi sistematizado em 1842, pelo médico-cirurgião escocês James Braid – até hoje, conhecido como o pai da hipnose.

A técnica continuou sendo utilizada, principalmente para anestesia e analgesia. Durante a Guerra Civil Americana, chegou a ser utilizada para curar e fazer cirurgias em soldados feridos. No entanto, com o passar do tempo, a medicina evoluiu, o que levou os médicos a optarem por outros tratamentos, como a anestesia química.

Curioso é saber que os anestésicos químicos mataram muito mais pessoas que se imagina, dada à ignorância das reações ao procedimento. Tal fato nunca ocorreu com a hipnose. Porém, a dificuldade de analisar as evidências científicas que explicassem a técnica fez com que a comunidade médica renegasse os avanços dos tratamentos hipnoterapêuticos.

Mesmo que tenha sido um tanto subjugada, a hipnose continuou sendo foco de estudo e investigação de cientistas, médicos e pesquisadores. Inclusive, foi utilizada pelo pai da psicanálise, Sigmund Freud, no tratamento de pacientes com histeria.

Freud utilizava a hipnose para fazer com que seus pacientes se lembrassem da história que levou ao desenvolvimento da doença. Quando os pacientes reviviam a cena traumática, eles experienciavam a reação afetiva que tiveram na época do trauma e que, por algum motivo, não tinha sido efetivada. Esse procedimento é conhecido como método catártico de Josef Breuer.

Freud se deparou com alguns problemas neste método, um deles foi o fato de que nem todos os pacientes eram hipnotizáveis. Quando conseguiu resolver a questão, ele optou por utilizar outros procedimentos, como a psicanálise. No entanto, a hipnose continuou sendo utilizada e desenvolvida por outros profissionais, como Milton Erickson, Dave Elman e Clark Leonard.

QUANDO A HIPNOSE PODE SER UTILIZADA?

A hipnose pode ser utilizada para tratar problemas e modificar trejeitos do comportamento. Isso significa que ela é bastante eficiente como tratamento para quem quer deixar de fumar, perder de peso, tratar fobias sociais, gagueira, timidez, depressão e outros transtornos.

Ela ainda pode ser usada em preparações para cirurgias, pacientes com medo do tratamento dentário, tratamento da ansiedade e até para auxiliar na preparação de provas e testes.

Isso tudo é possível, porque a hipnose é capaz de alterar a habilidade de percepção, fazendo com que o indivíduo fique aberto à sugestões. Assim como Freud percebeu, as pessoas são suscetíveis a esta técnica em níveis diferentes. Por isso, só um bom hipnoterapeuta poderá determinar os métodos adequados para realizar o tratamento em cada paciente.

QUAIS OS NÍVEIS DA HIPNOSE?

Existem diversos níveis de hipnose e todos nós passamos por alguns deles de vez em quando. Um exemplo é quando um motorista conduz o veículo e entra no piloto automático, sem ao menos perceber que estava dirigindo. Outro exemplo é quando estamos tão absortos em uma leitura que não nos damos conta de quanto tempo passou e esquecemos do mundo ao redor.

Esses são casos em que estamos em transe hipnótico, nós entramos e saímos do transe naturalmente várias vezes ao dia. Em teoria, a hipnose realizada por um profissional não é muito diferente desse estado, porém é mais aprofundada. Ao ser realizada com as técnicas adequadas, ela pode alcançar resultados incríveis. Um bom profissional também evitará qualquer tipo de dano psíquico no processo.

Embora ainda existam muitos mitos sobre essa prática, são muitas as vantagens de usar a hipnose clínica. Afinal, esse método alternativo pode evitar que o paciente precise ingerir medicamentos, ou pelo menos, que se diminua drasticamente sua ingestão. Além de ser extremamente eficiente, de acordo com o grau de suscetibilidade do paciente ao método.

Fonte: Hipnoseinstitute

WhatsApp WhatsApp